Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2015
«Apercebo-me que o amor é uma coisa e a vida é outra, e que ainda preciso de aprender a viver melhor, sem depender tanto dos outros para me sentir feliz, pelo menos confortável. (...) Quando se gosta mesmo, o tempo não conta. (...) Quando se dá a sério, nunca se cobra, nem sequer se mede o quanto se dá. Nunca é demais. (...) Choro e danço mal quando tenho saudades de quem gosto, mas não houve nenhum Rei dos Mares que mandasse vir o meu rapaz, nem o rapaz que se apaixonou por mim largou o seu mundo para vir para a minha ilha. O meu rapaz tem um mundo só dele, e vou aprender, duma vez por todas, a respeitar isso. (...) Com ele é sempre assim. Se ele fosse um animal era um gato, arisco, orgulhoso, misterioso, independente. E se fosse uma palavra, era talvez. (...) Ele traz à minha vida uma luz que me faz sentir uma pessoa diferente, como se emprestasse à minha existência uma dimensão totalmente nova.»

Ele é inconstante, instável, está aqui e acolá. Mas sem ele há pouca coisa que faça sen…
Pior que a saudade no peito  é o silêncio nos dias vazios.

my soulmate

Imagem
My ghetto butterfly flew away from me.
I wait patiently, by windows and doorsteps.
Play, make believe, as my tears, poor chest,
won't succeed to breathe, if not to hear of you.

Surely there has never been a shade so blue.
A stank attitude, so not mad at you.
Not a magnitude to encompass the latitude
of my love for you.
No space and time compatible.

What do I have to do? What do I have to do?
Uh..my friends say I got it bad for you.
I do. But there's nothing in this world I'd rather do,
but you.

I want to make love to your existence,
drenched in colors of your energy,
then masturbate to the memories.
I wanna lose myself inside yourself...
Until you find me. Confine me,
to the freedom of your prison.
Exist in the same space, same time.
Combine until your thoughts slow grind with mine.

My, I wanna drink the sweat of your intellect,
reflect, and watch your light passion walk my neck.
Caress the sights of your presence with no question,
undress to the nakedness of love, pure love.
I want to make love …