Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

31/10/2010

Dia 1 - Desafio 30 dias de informação

Sou perfeccionista, temperal, engraçada, enjoativa, confiante das suas capacidades, sonhadora nata, apaixonada incondicional, em constante busca da justiça, pacífica mas revoltada, louca, amante de mim própria, da vida e dos amigos. Sou imprevisível, percorro os meus sonhos. Não luto pelo que não acredito, só luto por mim. Tenho os meus ideais e não os mudo. Identifico-me com músicas. Mudo o meu estilo muitas vezes. Não desisto com facilidade. Sou feita de cores, sons, sentimentos e sentidos. Sou feliz. Sou eu própria e sigo o que sinto.

(para mais informações: http://sorrirdiferente.blogspot.com/2009/12/nocoes-basicas-de-catarina.html)
Desafio na sequência de:
30 dias de informação
Dia 1 - Descrição de ti própria.
Dia 2 - Os teus gostos. (a especificar no dia)
Dia 3 - Os teus hobbies.
Dia 4 - Os teus vícios/hábitos.
Dia 5 - Os teus ídolos.
Dia 6 - O teu talento.
Dia 7 - A tua wishlist.
Dia 8 - A situação mais embaraçosa por que passaste.
Dia 9 - Algo que te irrita.
Dia 10 - Algo que te orgulha.
Dia 11. Algo que gostavas de saber/aprender.
Dia 12. Algo que te deixe sem palavras.
Dia 13. Algo sem o qual não conseguirias viver.
Dia 14. Um local que te transmita paz de espírito.
Dia 15. Uma imagem/fotografia que signifique algo para ti.
Dia 16. Uma descoberta científica ou histórica
Dia 17. Uma citação que gostes.
Dia 18. Um site que visites regularmente e outro que tenhas perdido o interesse.
Dia 19. Uma colecção que faças (ou que gostarias de fazer).
Dia 20. Uma paixão secreta (ou nem por isso).
Dia 21. Um texto que tenhas escrito há algum tempo.
Dia 22. Uma memória que te tenha marcado.
Dia 23. Uma carta escrita por ti, para um destinatário à escolha.
Dia 24. Uma experiência que tenha mudado a tua vida.
Dia 25. Um sonho ainda por realizar.
Dia 26. O melhor dia da tua vida e porquê.
Dia 27. O pior dia da tua vida e porquê.
Dia 28. O que valorizas mais num blog; indicar um dos teus blogs preferidos.
Dia 29. O que te faz mais feliz.
Dia 30. Balanço do desafio.

30/10/2010

TELA

1 - Esboço em papel
2 - Esboço simples na tela

3 - Tela
30 Outubro de 2010

Após 4 horas de muito esforço e dedicação, até podia ter ficado melhor, mas váaaaa, nem tá mau de todo para primeira tela pintada a pastel de óleo.

SEGUE O QUE SENTES (4)

Ando sem inspiração, nem vontade de escrever. Hoje vou fazer o que ando pra fazer há mais de 3 semanas. Se o resultado for bom, mostrarei a todos. Bom fim-de-semana (:
Fica um video do que deve mesmo ser partilhado e aplaudido de pé:

[DESABAFO Nº PERDI A CONTA: A minha máquina estragou-se. Que raiva! Daddy, trás depressa os papéis do escritório, tenho que pôr a máquina a arranjar o quanto antes!]

24/10/2010

Os vinis do meu pai


E como o tempo passa e as vontades mudam. Ainda antes de ontem queria ser estilista, ontem quis ser engenheira mas ganhei juízo e hoje quero ser pintora. Bem, na verdade se isto é ganhar juízo vou ali já venho, porque larguei tudo e todos (de uma maneira física) pra seguir o maior sonho que tenho dentro do meu pequeno corpo.
Muita gente que conheço diz "estás na António Arroio, que sorte!" e eu sorrio e penso que não acho que tenha sido sorte, talvez porque não tenha sido, eu apenas lutei pelo que eu quis (acho que pela primeira vez na minha vida em que lutei verdadeiramente por algo), mais do que alguma vez pensava que conseguia atingir os meus objectivos, mas consegui e não podia estar mais orgulhosa de mim mesma. Uma das minhas princesas disse-me assim "fogo és mesmo corajosa, eu não conseguia ir pra Lisboa e deixar tudo." e aqui a pequenina (sim porque pra quem nunca viu a minha fronha, tenho pouco mais de metro e meio) nunca tinha percebido o quão tão corajosa era pra perseguir um sonho que abandonou durante anos. Só tenho pena de algumas pessoas que mais amo não estarem tão contentes com a situação como a maioria está. Hei, eu estou só a seguir o meu sonho porque eu fui capaz de não deixar andar e eu só me arrependo das coisas que eu faço, quando as faço.Agora já não me tiram o meu sonho mais vez nenhuma, nem mesmo as célebres frases "Vais ser mais uma desempregada!", "Não vais ganhar salário nenhum de jeito com esse curso!" ou mesmo "Isso não tem saída nenhuma!", é que a diferença está na crise deste país que tem trabalho 24 horas por dia, todo o ano, trabalha de borla mas recebe do bolso de cada português e, tal como eu, ela também não vai a lado nenhum, e nesse estamos quites.
[DESABAFO Nº4 (?): já que tenho uma parede cheia de recortes à qual me orgulho bastante e já não lá cabe mais nada, vou começar a encher a parede paralela a essa, e talvez até pendure os vinis do meu pai que andam perdidos lá pelo sótão. Que tal? :D
Boa semana que eu tenho um teste e duas apresentações orais, tudo para Português.]

16/10/2010

Quando eu pinto

Quando eu pinto, liberto-me. Por isso dá-me as asas, as tintas e o papel, e deixa-me assim a sonhar, horas a fio, perdida nas cores e no pincel.

Society - Outubro 2010
Música & Vida - Setembro 2010

09/10/2010

Oh senhora do comboio

Olha, sempre que puderes junta punks e betos. Junta nerds e freaks, teekies e b-boys, góticos e dreads. Junta ravers e rockabillies, rappers e tigresas, junta hippies e skaters e treshers e tunners. Junta heavys e surfistas. JUNTA TODA AGENTE!


Viver com as diferenças é fácil, a arte está em conviver com elas e saber aproveita-las para o nosso crescimento e conhecimento, mesmo quando elas se sentam mesmo no lugar ao lado do nosso no autocarro.
___
É tão estranho quando estamos no comboio ou no metro e há sempre alguém que nota a nossa transparência. Ou por outro lado, não nota de todo, simplesmente fica com um ar de hipnotizado a tentar descobrir que raio de pessoa é que eu sou só de ver a roupa que visto. Hoje vesti um casaco preto com salpicos de tintas coloridas, então as pessoas pensarão que eu sou uma arruaceira que pinto tudo o que vejo. Olhem, enganam-se redondamente e o pior é que pensam que me tiram a pinta só de me olhar de lado e de alto a baixo. Ainda não percebi se isto é gente triste ou então só é gente tipicamente "tuga", conseguem ajudar-me?

Um conselho à senhora (e restantes senhores que continuam a olhar pra mim como se eu fosse um extraterrestre): antes que alguém, que não seja eu, ainda seja desagradável com vocês caros senhores, parem lá com isso dos olhares ou então olhem com um ar mais "simpático", que tal? É que eu sou só mais uma rapariguinha de 16 anos, metro e meio, a tentar sair do armário e a querer levar a vida ao limite, não sabendo muito bem que raio de limites são esses, iguais a mais mil raparigas assim e nós nunca matamos ninguém, pelo menos ainda! Beijinhos à família senhora do comboio.

07/10/2010

Minhas princesinhas ♥

Apesar da força que o Amor me dá tem sido um mês complicado pois as saudades vão aumentando de dia pra dia e só são atenuadas em alguns fins-de-semana... A minha Inês que está apaixonada como eu, a minha Catarina também toda ela apaixonada que anda sempre entre a Lua e a Terra a recuperar o tempo perdido, a minha Mariana, a minha Sofia e a minha Vilma que só as vejo de semana a semana e mesmo assim são as que vejo mais vezes nas saídas à noite e as minhas eternas Cláudia e gémeas Vera e Verónica que me fazem taaanta falta no meu dia-a-dia.
Por muita gente que conheça na nova escola e apesar de todos serem fantásticos (e são mesmo) nada é igual a nós, aos anos e anos de convivência e partilha nossa, vocês sabem-me de cor, não há ninguém igual a vocês pra mim e vocês são tudo o que eu preciso (mais o meu Dioguinho e irmãs claro).
Vá, venham pró pé de mim que eu ando fugida minhas princesinhas do meu reino, venham viver no meu castelo de areia e não deixem que a erosão do tempo e que as ondas mais frias e brutas do mar derrubem o que é só nosso. O castelo de sonhos só nosso, nosso, nosso...
"Aos amigos não se agradece" já a Catarina dizia, e o brilho de orgulho nos meus olhos que sinto quando olho pra vocês fala mais alto que qualquer palavra de agradecimento.
Minhas princesas

05/10/2010

O amor chama-se Diogo

E fico assim, a noite toda acordada à espera que me assaltes a janela e me venhas buscar, só pra me levares a ver o nascer do sol.
Hoje não. Hoje enfiei a cabeça na almofada, desejando que o dia acabasse o quanto antes e que amanhã, assim que o azul turquesa do céu o permitisse, falar contigo mais calmamente.
Claramente que falhas na comunicação foram a origem do nosso problema, mas nada que uma boa dose de conversa e mimos não resolva.
O que mais me irritou não foi o que fizeste, foi teres-me lembrado o atrasado mental (com todo o respeito aos atrasados mentais - menos ao atrasado mental de que me refiro) e tudo o que ele me fez passar: a angústia, a revolta, o esquecimento de mim própria, tanta coisa que FINALMENTE acabou de vez (e já não era sem tempo)! ETC...
Tu és das pessoas mais importantes que tenho, sempre foste e eu nunca soube como sei agora. És o mais lindo, o mais querido, o melhor. «Não és sequer a razão de meu viver, pois que tu és já toda a minha vida». Não és o meu mundo, és o meu mundo à parte onde só existe um pôr-do-sol que beija o mar de uma casa na praia, onde há os meus quadros e as minhas tintas, onde tu e eu deitados numa cama de rede partilhamos o teu amor de mãos e beijos dados com o meu.
Contigo é que não me importava mesmo de ficar pra sempre, e acho que nunca me fartava.

PS: Amo-te.