Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

24/10/2010

Os vinis do meu pai


E como o tempo passa e as vontades mudam. Ainda antes de ontem queria ser estilista, ontem quis ser engenheira mas ganhei juízo e hoje quero ser pintora. Bem, na verdade se isto é ganhar juízo vou ali já venho, porque larguei tudo e todos (de uma maneira física) pra seguir o maior sonho que tenho dentro do meu pequeno corpo.
Muita gente que conheço diz "estás na António Arroio, que sorte!" e eu sorrio e penso que não acho que tenha sido sorte, talvez porque não tenha sido, eu apenas lutei pelo que eu quis (acho que pela primeira vez na minha vida em que lutei verdadeiramente por algo), mais do que alguma vez pensava que conseguia atingir os meus objectivos, mas consegui e não podia estar mais orgulhosa de mim mesma. Uma das minhas princesas disse-me assim "fogo és mesmo corajosa, eu não conseguia ir pra Lisboa e deixar tudo." e aqui a pequenina (sim porque pra quem nunca viu a minha fronha, tenho pouco mais de metro e meio) nunca tinha percebido o quão tão corajosa era pra perseguir um sonho que abandonou durante anos. Só tenho pena de algumas pessoas que mais amo não estarem tão contentes com a situação como a maioria está. Hei, eu estou só a seguir o meu sonho porque eu fui capaz de não deixar andar e eu só me arrependo das coisas que eu faço, quando as faço.Agora já não me tiram o meu sonho mais vez nenhuma, nem mesmo as célebres frases "Vais ser mais uma desempregada!", "Não vais ganhar salário nenhum de jeito com esse curso!" ou mesmo "Isso não tem saída nenhuma!", é que a diferença está na crise deste país que tem trabalho 24 horas por dia, todo o ano, trabalha de borla mas recebe do bolso de cada português e, tal como eu, ela também não vai a lado nenhum, e nesse estamos quites.
[DESABAFO Nº4 (?): já que tenho uma parede cheia de recortes à qual me orgulho bastante e já não lá cabe mais nada, vou começar a encher a parede paralela a essa, e talvez até pendure os vinis do meu pai que andam perdidos lá pelo sótão. Que tal? :D
Boa semana que eu tenho um teste e duas apresentações orais, tudo para Português.]

3 comentários:

  1. É isso mesmo Cat, concordo com tudo o que escreveste :)
    Quantos de nós já ouvimos essas coisas que nos rebaixam? Tu pelos vistos já, e eu também. Mas a paixão pelo nosso sonho fala SEMPRE mais alto, e temos que lutar por ele até ao fim, literalmente. Se não formos nós, não vai ser mais ninguém :)

    ResponderEliminar
  2. Eu fiz exactamente o mesmo há já uns bons aninhos: larguei tudo e fui para Lisboa. Não te vais arrepender, porque sabes que podes sempre regressar. O contrário é que poderia mais tarde não se verificar. :)
    Força.*

    ResponderEliminar
  3. rebenta com isso oh artista! XAGASakaFER

    ResponderEliminar

Olá! Diz-me tudo o que quiseres :)