Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

01/12/2010

"A minha casa é o teu coração"


Cheguei a casa às 7, exausta, depois de ter estado na escola até as 6 a ter aulas de Inglês. Ouvi subtis barulhos na cozinha, mas decidi ir pousar a mala da escola e dar um leve beijo na testa da minha mãe que estava no quarto. De seguida vou à cozinha, e quão é enorme o meu espanto quando vejo na bancada da cozinha, um belíssimo livro de capa dura com subtis tons de azul e umas grandes letras a cor-de-rosa. Agarro no livro e vou a correr gritando "oh mãe" até ao quarto ao que devia estar a pensar «o que é que vai sair da cabeça desta rapariga desta vez?!», e pergunto-lhe:
- "Mãe, este livro é pra quê?" (ridícula a minha pergunta, mas não no sei sentido mas na sua construção, onde é que eu tinha a cabeça pra fazer uma pergunta tão mal feita?!)
- É pra ti, não o querias?
E abanei a cabeça num gesto de concordância e sorri, como uma criança quando recebe um chocolate, dando-lhe mais um beijo na testa e agradecendo-lhe o presente.
A minha maravilhosa e atenciosa Mami acabou de oferecer o novo livro da Margarida Rebelo Pinto e 3 livros de pintura que me deu antes do jantar dizendo "Vi isto e acho que te interessa. Não sei porquê, ficas sempre a ganhar" num tom de gozo!
Até que podia dizer que há coisas fantásticas e mães fantásticas como a minha, mas a verdade é que coisas fantásticas há mesmo, mas mães poderosas, carinhosas, atentas e atenciosas como a minha não há mesmo!

[PS: "A minha casa é o teu coração", D., mãe, família, princesas e princesos.]

5 comentários:

  1. Hoje, mesmo no fim da minha tarde de sábado, o que é que me deu na cabeça? Estava no painel do meu blog, fui aos blogs que estou a seguir, e voila! Abri uma página do teu blog, maravilhei-me por completo, mais uma vez! Apeteceu-me ver o teu espacinho do principio ao fim, revi textos de 2009 vê lá! Conclusão: ameeeei. O teu simples jeito de criar uma frase, faz um texto completamente além do maravilhoso. És uma bela artista, maria-cate-MAIS-que-linda. :)

    ResponderEliminar
  2. Ora essa, não tens de quê cate! Amo mesmo o teu blog, tu sabes disso :)

    ResponderEliminar
  3. Oi Catarina...

    Bem, ao procurar informacoes sobre este livro, cai acidentalmente sobre o teu blog, e gostei do que li, da dedicacao que fazes à tua mama. Tenho so a dizer-te que partilho os mesmos sentimentos para com a minha. As maes fantasticas existem mesmo, podem crer.

    Bjinhos
    Helena

    ResponderEliminar
  4. No meu blog esta a decorrer uma sondagem.Se puderes da la um saltinho ;) obrigado.

    ResponderEliminar

Olá! Diz-me tudo o que quiseres :)