Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

15/10/2009

O meu quadro

Eu pintava no meu cavalete, as cores mais brilhantes que haviam, as cores dos teus olhos e tu eras o meu pincel, aquele que eu usava nos meus quadros. Podia nem pintar nada, a vida não passa de traços abstactos pintados com as cores que queremos, eu escolhia as tuas. Agora escolho as cores que me calham nas mãos, as misturas que faço, pinto com as cores nunca antes vistas e muito mais brilhantes. Agora continuo a pintar, pinto sem ti, sem as tuas cores e sem o teu sorriso. Agora sinto a tinta nas minhas mãos. Agora eu pinto com os dedos.

2 comentários:

  1. Priminha, sempre a escrever beeem. E ainda falas tu de mim! Não chego aos teus calcanhares. :') está divinal, mesmo. :D

    ResponderEliminar

Olá! Diz-me tudo o que quiseres :)