Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

03/10/2009

Sonho

De todas as vezes que fecho os olhos pra dormir és tu em quem eu penso. Penso nas coisas que te poderia ter dito, nas coisas que poderia ter feito, nos erros que cometi, no quanto eu gosto de ti.
De todas as vezes que fecho os olhos pra dormir é pra te encontrar no meu sonho profundo, pra vestir a tua camisola com o teu cheiro incrivelmente doce.
De todas as vezes que fecho os olhos pra dormir é pra estar contigo, pra te poder sentir de perto.
De todas as vezes que fecho os olhos tenho medo. Medo do sonhar com o que não quero, medo de que uma noite não apareças por entre os meus sonhos e que me deixes de vez.
De todas as vezes que fecho os olhos pra dormir e que sonho contigo, não quero mais acordar.
A nossa realidade está um pouco diferente.
Sonhos são apenas sonhos.
Ainda assim acredito que nada é impossível, basta insistir.
Tentar de novo.
Desta vez vou fechar os olhos, como em todas as outras noites, só que agora vou sonhar contigo e tu vais estar a meu lado na mais pura realidade, abraçado a mim.

2 comentários:

  1. ja pensaste em escrever um livro, e que escreves cenas tão fixes e tão profundas...
    Pensa nisso!!

    By: Tiago Saraiva

    ResponderEliminar
  2. Sempre lindo, Catarina. Surpreendes sempre.

    ResponderEliminar

Olá! Diz-me tudo o que quiseres :)