Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

09/07/2010

Liberté

(fotografia por mim)

A sensação de liberdade cresce cada vez mais em mim, sem pressa nem porquês, sem ter que esperar que entres pela janela do meu quarto e me leves sem autorização prévia, sem destino, apenas porque sim. A liberdade sabe a metamorfose, como uma larva rastejante escrava do chão que se envolve em tecidos tão delicados cor da paz e se transforma toda ela numa borboleta sem medo de voar.
A liberdade sabe a paz acrescida, a risos descontrolados a cores vibrantes, a músicas que tiram o pé do chão. A liberdade sabe a ter o mundo preenchido por pessoas e memórias. A liberdade sabe bem e sabe melhor senti-la cá dentro. Mas liberdade é liberdade quando a conseguimos expulsar pra fora do nosso próprio mundo e contagiar o mundo de outro.
A liberdade é assim, descomplicada.




[DESABAFO Nº4: vou fazer zapping no meu coração como tu fazes sentado no sofá com o comando nas mãos e quando não vir nada de jeito, desligo a televisão!]

3 comentários:

  1. Prima, admiro-te. Não vou dizer mais nada porque provavelmente percebeste o que quis dizer. (;
    Beijinhos, ly.

    ResponderEliminar
  2. Adoro a forma de como expressas os teus sentimentos para um simples texto :)

    ResponderEliminar

Olá! Diz-me tudo o que quiseres :)