Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

13/02/2011

Se quiseres e acreditares vais conseguir

No final de tudo fica sempre tudo bem. Se ainda não está tudo bem é porque ainda não é o final.
Atenção que o final não tem de ser necessariamente ficarem juntos e felizes para sempre. Ele pode ter despertado sentimentos em ti que tu não sabias ter, pode ter-te ensinado muito mais daquilo que alguma vez pensaste que pudesses aprender, pode ter-te magoado tanto que pensaste que tinhas uma vida vazia, cheia de dias frios e ocos por dentro e que mais nada valera a pena agora sem ele, mas ambas sabemos que esta parte não é verdade. A vida não é para olhar para ela, de longe e com medo de toca-la como fazemos nos museus ou em casa de pessoas que não temos muita confiança. A vida é sim para seguir em frente e eu garanto-te, por mais que pareça na altura, o mundo não acabou.
No início é isso que sentes, para além de que ficas em paciência para tudo e para todos, só queres ouvir música, só queres fugir sem destino, ir para uma praia deserta e ficar lá horas, dias, meses, anos...
Passado algum tempo começas a sentir-te melhor, menos vazia e começas a saber viver sem ele e também a esquecer-te dele e dos momentos, ele já não aparece nos teus pensamentos, nem te assalta sonhos. É nessas alturas que descobres os teus verdadeiros amigos e se já os descobristes outrora verás então que eles não te deixarão ficar mal e são eles que te ajudam a seguires em frente. Mais tarde, quando já te sentires bem e até parece que estás preenchida por dentro só com o amor dos amigos e ainda mesmo quando pensas que já sabes todas as respostas, a vida vem e muda-te as perguntas e um dia acordas, como todos os dias, comes qualquer coisa, vais arranjar-te e sais de casa. Assim que pões o pé lá fora a vida muda. Vais a caminhar e vais contra um novo amor que desconheces ainda mas que no fundo já saibas que o amas. Depois a tua vida dá uma volta de 180º graus, o teu coração volta-se do avesso e tens arrepios na espinha. Mais tarde desejas a presença dele e quando ele está ao pé de ti, primeiro desejas abraços, depois beijos e depois mãos dadas na rua enquanto passeiam.
Eu falo por experiência própria, apesar de saber que tu e eu somos pessoas diferentes, sentimos coisas diferentes, mas se é amor, então o amor é igual para todos.
Neste novo dia, tu começas a acreditar novamente no amor e a pensar que agora ninguém te pode parar, que agora não há limites e a verdade é que não há mesmo. Este novo amor é um amor novo literalmente, um que te faz vive-lo de forma diferente, vê-lo de forma diferente e gostar dele de forma diferente, porque também nunca de ama duas vezes da mesma forma.
E a verdade é que as pessoas conseguem sempre tudo, basta acreditarem e quererem.
Se não acreditares não consegues, e se não quiseres também não chegas lá. As duas bases são essas mesmo: quereres com muita força e acreditares que consegues e, no fim, ou no início, serás uma pessoa nova, com um coração novo e uma vida nova pela frente, e vais ver que a tua nova fase é tão melhor que a fase velha que vais desejar não voltar ao passado porque afinal de contas tu aprendeste e cresceste com tudo isto e vais querer apenas seguir em frente sempre que tropeçares e caíres.
Com tudo o que te aconteceu tu aprendes a ser mais feliz ainda do que já julgavas e sentias ser, aprendes a viver diferente porque tu agora és diferente, és melhor e, acima de tudo aprendes a viver a vida e quando esta não corre bem aprendes a passar por cima dela, mas não por seres superior, mas sim porque não podes deixar que a vida passe por ti.
Se é possível ires à lua como é que não é possível apaixonares-te de novo?! Por isso vá, não fiques aí parada, vai para rua e vive a vida, com ou sem velho ou novo amor, bem ou mal, vive-a bem! Se tu quiseres e acreditares vais conseguir.

8 comentários:

  1. nem mais nem menos cate.
    happy valentine's day ♥
    c soares.

    ResponderEliminar
  2. lindo! parece que foi feito para mim, sem tirar nem pôr. beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Desculpa mas podes-me dizer qual é o link da imagem que colocaste no novo fundo? É LINDA *o*

    ResponderEliminar
  4. encontro-me ainda a meio dessa jornada que é descrita mas espero que seja assim, espero poder olhar para trás e ver que foi bom mas acabou e está na altura de ter momentos ainda melhores*

    ResponderEliminar
  5. eu cá acho qe nao se consegue esqecer um grande amor, e qe depois do qe vivems nele parece qe jamais vamos encntrar outro que signifique tanto. Não consigo sair para a rua, viver... quero ficar em casa, adormecer e durante pelo menos a noite não pensar e nao saber que tudo acabou... que nada pude fazer para o evitar, mas que fiz tudo o que um grande amor merece...

    ResponderEliminar
  6. Eu percebo exactamente as tuas palavras! No entanto de que te serve continuares a viver para ele? De que te serve não viver a tua vida, parares só porque acabou "um grande amor"? Um primeiro e grande amor nunca se esquece! É algo que ninguém te consegue apagar de ti, mas há duas formas de esquecer: uma na cabeça, nas memórias e outra no coração, na alma. E é neste segundo, o coração e a alma que o tens que esquecer, é aqui que tens espaço para viveres outros grandes amores mas não consegues, porque este espaço está ocupado, demais.
    "É mais fácil esperar do que desistir. É mais fácil desejar do que esquecer. É mais fácil sonhar do que perder". Tu até podes achar que é impossível, mas dá tempo ao tempo. Não sei quanto tempo tens que dar, mas dá! O tempo cura tudo e se não curar, acalma.

    ResponderEliminar

Olá! Diz-me tudo o que quiseres :)