Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

06/05/2011

Humor de cão

Não sei o que se passa, juro que não sei mas sinto-me vazia. Ou então são as saudades que tenho de tantas coisas! Parece que algo me esmaga o peito, a cada segundo que passa e a pressão não diminui. As saudades também não. Mas a dor não aumenta e nem se pode chamar dor, é mais sufoco. Pressinto que vou ter umas férias vazias, bem como a minha cabeça confusa. Estou a perder-me cada vez mais, ou então estou mesmo a entrar num labirinto que nem conheço. Eu bem gosto de desafios, mas desafiar a minha mente quando estou assim, oca, é pior ideia que posso ter e eu bem tenho muitas ideias - são é todas disparatadas como é um bocado da minha vida: disparatada. Completamente disparatada. Sou um disparate pegado! No entanto é comigo mesma que sou assim. Para dar conselhos aos outros eu sou um às, aplica-los a mim é que é pior. Porra, que chatice, ando mesmo sem paciência pra nada. Espero é que corra tudo bem na próxima semana, mas duvido, isto de dia pra dia vai chegando o fim do ano e o fim do ano não é associado só a FÉRIAS. É que antes das ditas férias vem os TESTES e as APRESENTAÇÕES e nessa parte estou a zeros vírgula nove, vá.
Bem, ontem acabei o meu diário gráfico, o primeiro de muitos, espero. Cá em casa tenho já montes de coisas que a minha (sempre atenta) mãe me comprou entre pincéis, tintas, papel de tela A2, A3, A4 e A5. Pinturas no verão é que não me devem faltar e estou a dever um quadro (?) à minha avó e outro aos meus padrinhos que pra eles já vai ser o segundo. E a ver se pinto alguma coisa que goste mesmo pra ficar comigo que queria encher a única parede que tenho quase sem nada com pinturas. Ou talvez encha o sótão (o que eu queria mesmo era ir "morar" pro sótão, visto que o quarto está a ficar cada vez mais pequeno pra tanta tralha e pra duas pessoas, sendo uma tão desarrumada - e garanto que essa pessoa não sou eu.

Vou fazer uns reblogs no tumblr. Preciso de me rir um bocado e de pensar que afinal, sendo eu tão diferente, até sou bastante comum.

1 comentário:

  1. Alguém que me possa compreender, finally. Parece que podemos olhar pra tudo o que é sítio, mas nada nos preenche o vazio que sentimos e quando falamos com alguem ou estamos a rir, está tudo bem, o pior é quando paramos muito tempo e começamos a pensar que raio aconteceu pra nos sentirmos assim.. Diz-me se estou errada, prima.
    Anyway, como mudei de telemóvel tambem perdi o teu nº. Se puderes manda sms, pra eu saber que és tu, lol.
    Beijinho, adorei o texto (L)

    ResponderEliminar

Olá! Diz-me tudo o que quiseres :)