Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

09/04/2012

Meio terra-meio água. Meio fogo-meio ar.

"Pipipi"
Era o meu telefone. Tinha recebido uma mensagem. Uma luz branca. Eras tu... Estranhei... Estranhei tanto. E de repente o meu coração saltou uma batida, e a seguinte veio forte, e a outra veio mais depressa e de repente o meu coração era um furacão de pulsações... E a tua mensagem, ainda por ler...
Peguei no telefone, a respiração quase faltava e as mãos suadas começavam a deixar cair a porcaria do telefone. E a tua luz branca a piscar...
As pessoas com quem mais falo têm todas uma cor diferente. A tua: branca. E eu já nem sei porquê branca. Talvez seja esperança, talvez seja harmonia, paz, calma, simplicidade. Tudo o que és. Porque eu vejo um branco em ti que sempre vi, nos teus olhos meio terra-meio água. Mas os meus são tão meio fogo-meio ar.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Olá! Diz-me tudo o que quiseres :)