Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

07/09/2012

Medo do amor

Meu amor,

ainda não sei o que é que temes, o que te faz ausentar, o que te retrai. Não sei com o que sonhas, não sei o que te atormenta. Mas sei que te quero bem. E que vou até ao fim do mundo só pra te salvar desse coração meio cobarde e meio preguiçoso.

Eu nunca vi ninguém com tanto medo do amor como tu.



1 comentário:

Olá! Diz-me tudo o que quiseres :)