Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

23/09/2012

Vi-te sem te poder beijar

Vi-te. Dei-te um beijo no rosto com uma vontade incontrolável dele me escapar para a tua boca.
Estamos apaixonados um pelo outro à tanto tempo, e eu ainda não tive a coragem para dizer aos meus pais que só te vejo a ti, que quase só respiro o teu nome, só quero abraçar o teu corpo e só quero que a tua boca viaje pela minha boca, pelos meus ombros, minhas bochechas, minhas mãos, minha testa, meu pescoço. Só quero viajar contigo para todo o lado. E estar contigo a toda a hora. E por isso não posso dizer que és tu quem eu amo. Nós sabemos as minhas razões, mas hoje, ver-te, falar-te como se não fossemos nada um ao outro, como se os nossos corações nunca tivessem pertencido um ao outro, foi um sufoco, um suplício, o meu maior sacrifício. O meu estômago andou ás voltas, as minhas bochechas ficaram da cor do meu sangue que já pulsava muito quente e forte. Senti uma vertigem, e o meu coração começou a bombardear ferozmente de felicidade, pulsando de alegria, porque sinto sempre uma alegria enorme quando te vejo.

O amor é fodido. Em qualquer sentido, podes ter a certeza disso meu amor!

2 comentários:

  1. eu nao entendo. voces estao juntos ou nao?

    ResponderEliminar
  2. Estamos. Estamos juntos :) Mas é complicado. Porque somos complicados. Porque a minha família não sabe que eu e ele namoramos, apesar de eu achar que eles desconfiam...

    ResponderEliminar

Olá! Diz-me tudo o que quiseres :)