Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

01/12/2012

Viciada em roupa, não em compras.

Chamem-me fútil  materialista, ou o que quiserem. Mas cada vez mais adiciono blogs de moda e sobre moda e cada vez mais gosto mais de roupa e de combiná-la! Eu acho importante uma pessoa sentir-se bem com as coisas que veste, e eu adoro misturar estilos, ter até o meu próprio estilo que não é bem definido. E eu gosto de roupa, tenho roupas muito velhas que nem consigo deitar fora, altero muitas coisas antigas, corto e coso, rasgo e desfio, aplico tachas e outras coisas e tinjo tecidos e adoro sempre tudo o que faço!
Eu acho que a roupa tem muito de personalidade e visto-me sempre de acordo três regras:

A primeira e sempre a primeira:

 A segunda, a identidade:

A terceira: NÃO QUERO SABER O QUE PENSAS!


PS: Eu sou viciada em roupa. Mas não sou, de todo, viciada em compras.*

4 comentários:

  1. meu explica-me lá uma coisa, és viciada em roupa mas nao és viciada em compras,explica-me como é que isso e possivel

    ResponderEliminar
  2. Então eu passo a explicar meu querido anónimo: sou viciada em roupa, tenho coisas que guardo desde os anos no básico e isso vai de sapatos e ténis até casacos, lenços, gorros, camisolas etc... Ou seja, sou viciada em roupa, eu procurar novos estilos, novas tendências, novos estilos e cortes de roupa, mas não sou viciada em compras porque não vivo obcecada em ter roupa nova. sou obcecada sim por roupa apenas, só de ver já me enche, porque eu retenho inspirações e depois traduzo-as com o que tenho no meu guarda-roupa fazendo misturas de coisas...

    Às vezes temos que ir para além do óbvio, mas eu entendo que nem todos possuem essa capacidade ;)

    Beijinhos sweet-heart*

    ResponderEliminar
  3. Pa é assim meu, acho que "misturar roupa" e vestir é algo que ultrapassa muito isso que disseste. Se há coisa que adoro numa rapariga é a maneira como se veste, mas o problema está quando elas acham que a moda é algo que existe. A moda nao existe meu, tu vestes aquilo com que te identifica, simples. A cor a forma das roupas reflectem tudo aquilo que "és". Uma pessoa simples veste coisas simples, uma pessoa mais extravagante opta por cenas mais brilhantes, etc... meu nao sei se já chegas-te a essa conclusão, mas a roupa, tal como qualquer arte, deve ser verdadeiro ao seu criador e reflectir aquilo que mais profundo existe nele. por exemplo, eu faço graffiti e não ando aí a dizer que isto e que aquilo. faço e pronto. Acho que tambem tu devias vestir-te e acabou. Desde que antes vestida e que a tua roupa seja mais ou menos fiel ao teu conforto. é muito easy. não entendo o porquê entao de alguem ligar tanto a roupas, é a mesma coisa que estares a tentar forçadamente criar uma imagem. quando ela ja existe dentro de ti. just do it kkkkk

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada 'meu' e aquilo que eu visto é SEMPRE confortável e é sempre algo que me identifica. A moda existe, as tendências existem. Mas moda é sobretudo uma maneira de viver, tu tens o graffiti que é algo que prezas e gostas, eu tenho as combinações que faço. Eu sou vaidosa, e admito sem qualquer problema, gosto de fazer combinações, gosto de estar a par do que é novidade e tendências e gosto de ver montras, mesmo sem comprar nada. São lifestyles. E eu gosto de roupa. Ponto :)

      Eliminar

Olá! Diz-me tudo o que quiseres :)