Separadores

ATENÇÃO

Este blog é pessoal demais. Este blog dá de si e do seu espaço, da sua liberdade, do seu pensamento e, sobretudo, do seu coração.
Acima de tudo: "Eu escrevo como falo, como sonho, como penso."
Por isso SEGUE O QUE SENTES.

19/01/2013

Chora-se quando o coração não aguenta

Comecei a chorar compulsivamente, à tua frente, enquanto me dizias que não dava mais...

"-Isto não é nada, não te preocupes. Já chorei muito mais.
- Mas eu não gosto de ver-te chorar...
- E tu não sabes o quanto eu gosto de ti.
- Pois não, nem tu o quanto eu gosto de ti. Não chores, por favor.
- É inevitável, se não estou contigo não consigo ficar feliz, o meu coração não aguenta tudo e as lágrimas são como tirar um peso de cima.
- Pois, eu nunca choro. Quer dizer, muito muito raramente.
- Eu sei, mas é quando gostares mesmo de alguém e sentires que a perdeste que vais chorar.
- Tu sabes que eu nunca vou chorar assim.
- Vais, quando ela for mesmo especial para ti vais sentir o que eu sinto, e só vais ter vontade de chorar porque já não vais ter forças para mais nada. E o teu coração vai precisar de desabafar com o teu corpo e tu vais chorar. Porque quem gosta e perde, chora sempre. Tu podes não chorar aqui e agora, ou até podes nem vir a chorar por mim nunca, mas quando ela for mesmo importante para ti, tu vais sentir o que eu sinto, e vais-me dar razão."
*                   *                *



“Homem não sabe se despedir: ele desaparece, prefere não mais falar a explicar suas fraquezas. Lida mal com o sofrimento. Decide sumir a ser rejeitado. Resmunga, não chora. Muda de assunto, não chora. Você nunca vê seu pai em prantos porque ele engole as lágrimas. Você nunca enxerga seu marido se emocionando porque ele vai para outra sala controlar a respiração.”

Fabrício Carpinejar

1 comentário:

  1. Quando ele deitar a primeira lágrima pela pessoa que gosta, aí ele irá lembrar-se de ti. Há homens que não gostam de demonstrar o seu lado mais sensível, porque pensam que podem perder a sua "masculinidade". Enfim... força!*

    ResponderEliminar

Olá! Diz-me tudo o que quiseres :)